E se só existisse o hoje?

novembro 14, 2018


E se só existisse o hoje? Por mais apocalíptica que pareça a pergunta, na verdade, ela traz algumas pequenas coisas a se pensar.

Há um certo ponto de nossas jornadas como artistas que pensamos bastante nas oportunidades que perdemos, nas falhas que cometemos, nos passos que não demos, no tempo que não aproveitamos. Quase no mesmo instante, olhamos para o incerto futuro e nos questionamos se tudo que ainda vai vir será suficiente ou mesmo se estamos preparados – ou se somos dignos de tudo o que o desconhecido amanhã tem para nós.

Quanta coisa, não? Agora, uma sugestão: pare por um momento. Olhe a sua volta. Veja tudo o que você tem hoje. Aproveite as capacidades que você possui agora e use-as. O passado não está mais com você, ele te forjou como pode, mas é preciso deixar ele ir. Abandone-o sem culpa, sendo grata por tudo o que ele te ensinou. O futuro, por sua vez, é só uma variável, uma ideia, uma expectativa. Se nos concentrarmos muito nele, nos frustraremos perdendo horas construindo castelos de areia.

Então, abrace seu hoje. Ele é seu verdadeiro tempo. Ele é a conclusão de sua própria caminhada e o início de sua jornada. Não há melhor lugar para se estar.

Texto de Luís Carlos Sousa

Publicado por Daniel Brandão

O Estúdio Daniel Brandão produz quadrinhos, ilustrações, criações de personagens e mascotes. Aqui também são oferecidos cursos de Desenho, HQ, Desenho Avançado e Mangá, além de aulas particulares.

Carreira, Prazer e Estudo

novembro 07, 2018


Como continuar amando nossa arte e produção quando ela se torna um trabalho, o qual envolve todas as dificuldades que a nova natureza da função exige, como prazo, diminuição da liberdade criativa, limitação de materiais etc?

Trabalhar com arte pode ser interpretado como o equilíbrio de três visões: Carreira, Prazer e Estudo.

Quando se pensa em arte como carreira é preciso ter a consciência profissional do ofício e, para tal, além de maturidade, é importante manter certa disciplina: controle de seus horários, demonstrar uma postura cordial e respeitosa, mas também firme e objetiva, deixando claro o que você pode ou não fazer, dentro dos limites que seu corpo e envolvimento podem disponibilizar. Seguir esses direcionamentos contribuem para não se exceder no trabalho, acumulando menos ou mais funções que podem levar a frustração ou esgotamento, e ajudam na construção de uma carreira sólida.

Quando a arte é associada a seu prazer – e, sim, é importante dedicar um tempo a isso também – você se coloca num processo de busca do equilíbrio consigo mesmo, dando a chance a si de relembrar porque a arte te seduziu desde o primeiro momento, porque você decidiu adotá-la como uma linguagem que liga suas “verdades interiores” com o mundo. Assim você não precisa se cobrar ou se por em amarras, entrando em um senso de liberdade e leveza comum às crianças: você produz sem vergonhas, sem questionamentos, só pelo prazer de estar fazendo aquilo. É uma experiência muito recompensadora e que deve ser repetida com uma frequência justa ao seu tempo e atividades.

Por fim, a arte como estudo talvez seja a base de todas essas outras personas descritas. Estudar o que você faz é uma forma de aprimorar tudo o que você já sabe e sempre se oferecer uma chance de crescer, como artista e profissional. O estudo é uma medida ao desafio, pois ele amplia nossa visão de mundo, nos revela saídas, percepções e estruturas novas e/ou inesperadas. Faz com que nunca estejamos “concluídos” – pelo contrário, utilizar a “cadeira do estudante” é um exercício de humildade e um seguro estimulante para se querer produzir sempre.

Então, caro artista, cuide de sua carreira, mas não esqueça de ter prazer pelo que você faz e aprender sempre.

Texto de Luís Carlos Sousa

Publicado por Daniel Brandão

O Estúdio Daniel Brandão produz quadrinhos, ilustrações, criações de personagens e mascotes. Aqui também são oferecidos cursos de Desenho, HQ, Desenho Avançado e Mangá, além de aulas particulares.

Organizar é preciso!

outubro 17, 2018


004_BRINCADEIRAS_LIZ_DOMINICAL_COR150913_WEB

Existe uma grande opinião – muitas vezes reforçada por filmes e livros – de que para criar arte é preciso ser naturalmente “desorganizado”, pois essa seria uma forma de se estar em contato com seu lado mais “subjetivo”, mais “expressivo”. Assim, lidar com tabelas, regras, horários programados, prazos seria como “matar” a liberdade de pensamento artístico. Apesar de ser muito sedutor colocar as coisas dessa forma, para muitos produtores – e uma parcela considerável do mercado – não é muito vantajoso trabalhar nessas condições.

Esperando desmistificar o pensamento “opressor” da organização, acreditamos que montar uma disciplina de horário contribui não somente para a produção em si, mas para o encaixe dela com outros elementos, como família, amigos, atividades físicas, e nos permite uma visão mais elaborada apontando para os objetivos que desejamos alcançar.

É importante considerar que a organização e a disciplina não são “prisões” do ego artístico, mas “ferramentas” de melhor direcionamento e aprimoramento deste. Além disso, mais do que subjetividade ou expressivismo, acreditamos que o maior motor de um artista é sua paixão pela produção e, para isso, não existem amarras reais ou mentais suficientes.

Então, monte seu horário e comece a produzir!

Baseado no livro A Mágica da Arrumação, o perfil Ilustradamente resumiu as ideias trazidas por Marie Kondo sobre a arrumação e o impacto dela em nossa vida. Vale a conferida.

Publicado por Daniel Brandão

O Estúdio Daniel Brandão produz quadrinhos, ilustrações, criações de personagens e mascotes. Aqui também são oferecidos cursos de Desenho, HQ, Desenho Avançado e Mangá, além de aulas particulares.

O seu tempo é agora!

outubro 10, 2018


009tiraLIZ_PB200215_cor2

Você já se pegou pensando que talvez seu tempo para criar ou começar um projeto tenha passado? Ou que você precisa de um tempo certo para realmente começar a fazer algo que você quer – mas esse ainda não chegou? Até onde cada uma dessas coisas são reais e até onde são projeções de seus medos, receios e dúvidas?

Acreditamos que só exista um tempo: o agora. Lamentar-se pelas coisas que não se realizaram – quando estas estão sob seu controle – é continuar adiando seus sonhos e desejos: é duvidar de si mesmo. Esperar pelo momento, espaço, oportunidade adequados é temer o próprio sucesso, porque o grande fracasso é nunca ter tentado.

Não importa o momento de você começar a seguir sua vocação, sua paixão, nem se quando você a abraça ela parece diferente de tudo o que é feito – porque tudo o que ela precisa é que tenha sua verdade, sua sinceridade. Abrace seus medos e incertezas, abrace-os forte e sabendo que eles também refletem quem você é e permita-se até mesmo não ser bem sucedido em seu intento, mas empolgado o bastante para acordar e viver daquilo para sempre.

Força a todos.

Conhecem a escola de imagens Gobelins? Com base na frança, seu canal no YouTube é responsável por alguns dos mais belos curtas animados do site. Iemanjá é um pequeno curta que homenageia o costume brasileiros de homenagear a deusa do mar. Confira e se emocione no play.

Publicado por Daniel Brandão

O Estúdio Daniel Brandão produz quadrinhos, ilustrações, criações de personagens e mascotes. Aqui também são oferecidos cursos de Desenho, HQ, Desenho Avançado e Mangá, além de aulas particulares.

Do que é feita a criatividade?

outubro 03, 2018


003tiraLIZ_COR211009

Será que existe um trabalho 100% original, nascido do grande “zero” criativo de seu produtor? Acreditamos com segurança que não. Toda e qualquer obra é resultado de um conjunto de fatores: família, sociedade, cultura e, principalmente, as obras que vieram antes.

Muitos autores clamam pela originalidade “pura”, aquela que é completamente livre de toda e qualquer influência, mas pensar dessa forma é se imaginar num mundo sem leituras, filmes, desenhos ou, indo mais longe, sem espaço, estruturas, climas, natureza. Porque a expressão artística passa pela etapa de copiar aquilo que você primeiro tem contato: as crianças copiam o mundo a sua volta, os desenhistas começam copiando seus artistas preferidos para entender como eles chegaram a certas soluções.

Após isso, transforma-se as ideias, dando uma direção muitas vezes não vista pela o “autor-influenciador”, encontrando pontos de vista inesperados para algo já conhecido e, por fim, chega-se à arte “original’, na verdade, a arte com a identidade e impressão única de cada artista, através da combinação de tudo o que ele sente, conhece, consome, é – naquele momento, por aquele instante.

Assim, a verdadeira arte não é algo “puro”, livre do mundo ao redor, mas algo completamente orgânico, uma miscigenação daquilo que nos faz humanos.

Então estude, transforme e combine!

Everything is a Remix é um documentário feito por Kirby Ferguson que procura investigar as origens, o presente e o futuro da produção de cultura e tudo o que a envolve. Dê o play e confira.

Publicado por Daniel Brandão

O Estúdio Daniel Brandão produz quadrinhos, ilustrações, criações de personagens e mascotes. Aqui também são oferecidos cursos de Desenho, HQ, Desenho Avançado e Mangá, além de aulas particulares.
12

Inscreva-se para receber atualizações no seu e-mail

Estúdio Daniel Brandão

Av. Santos Dumont, 3131A, sala 817, Torre Comercial do Del Paseo, Aldeota.
Fortaleza – CE . CEP: 60150 - 162
+55 (85) 3264-0051 | +55 (85) 99277.9244
[email protected]

Estúdio Daniel Brandão • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Iunique Studio